Profissionais de Saúde | Apoio ao cliente: 800 200 891 (de 2ª f a 6ª f das 09h00 às 18h00) |  Pesquisar

Características

O que fazer para preparar uma viagem, vai depender do sítio para onde vai e da terapêutica que está actualmente a fazer. Preparar a viagem, deixa a viagem livre de problemas. Ter algumas simples precauções, podem garantir que seja capaz de lidar com o inesperado.
•••••

Ter diabetes não deve interferir com os seus planos de férias, sejam elas quais forem. Se você estiver a pensar numa aventura ou numa viagem mais tranquila, precisa avaliar que influência extra terá sobre os seus níveis de glicose no sangue. Pergunte ao seu profissional de saúde para obter orientação.

Existe uma série de factores sobre a diabetes que devem ser considerados quando se viaja, deve ter em conta que a diabetes não é um impedimento. Deve assim, planear com antecedência e de forma adequada.

Ter um seguro de viagem é vital. Pessoas com diabetes devem informar a companhia de seguros que têm diabetes para garantir que o pacote de seguros fornece cobertura adequada, o que deve incluir cobertura de transporte de emergência em casa e retorno de taxas de substituição de insulina ou equipamento.

Os voos de longo curso pode ser particularmente exigentes. Se viaja para fuso horários diferentes ou por muitas horas, consulte o seu profissional de saúde. Faça um horário de voo e recolha informações sobre as alterações de horário para ajudar a planear o calendário de injecções de insulina.

Se vai conduzir enquanto estiver de férias, deve garantir que a sua carta de condução é válida para o período da viagem e que está coberto pela apólice de seguro de viagem para conduzir no estrangeiro.

Utilizar insulina no estrangeiro não é nenhum problema, no entanto aqui ficam algumas dicas para durante a viagem:

  • É útil saber como armazenar e transportar a insulina para certificar-se de que está em condições adequadas para ser usada;
  • Se vai viajar de avião, é necessário uma declaração médica para poder fazer a administração durante o voo;
  • Deve ter consigo a quantidade de insulina suficiente para a duração da viagem. Fique informado sobre os tipos e dosagens de insulina disponíveis no local para onde viaja. Para mais informações e aconselhamento, pergunte ao seu médico;
  • Deve armazenar a insulina num local fresco e ao abrigo da luz;
  • A insulina não pode ser congelada, por isso, no caso de deslocações aéreas, a insulina deverá ser sempre transportada na bagagem de mão.
  • Tenha em atenção que a insulina pode ser absorvida mais rapidamente em climas mais quentes;
  • Fazer a monitorização regular da glicose no sangue é importante para permitir qualquer ajuste na dose com segurança.

Os mais lidos

Cetonas (corpos cetónicos) e cetoacidose

As cetonas são uma substância química produzida pelo corpo quando, devido a uma falta de insulina,este não é capaz de usar a glicose como fonte de e...

Olhe por si

Deveria perder algum do seu tempo a cuidar do seu bem mais precioso - o seu corpo. Mais ainda, se tem diabetes.   Faça check-ups’s regulares. P...

Artigos relacionados

Hiperglicemia

Hiperglicemia significa um elevado nível de glicemia. Ela ocorre em pessoas com diabetes quando têm excesso de glicose no sangue; ou porque seu corp...

Gerir e monitorizar

Controlar a Diabetes não tem de ser um transtorno. Tomar responsabilidade pela sua condição, permite-lhe ter um controlo mais eficaz e é uma oportun...

 Pesquisar