Profissionais de Saúde | Apoio ao cliente: 800 200 891 (de 2ª f a 6ª f das 09h00 às 18h00) |  Pesquisar

Características

Se tem diabetes é altamente recomendável que durante o parto tenha o apoio de uma equipa médica de obstetrícia num hospital.
•••••

Se tem diabetes, é recomendável que dê à luz num hospital com apoio médico. Os bebés que nascem de mães com diabetes são, muitas vezes, maiores do que o normal. Isto acontece porque a glicose no sangue da mãe passa directamente para o bebé, por isso, se tem níveis de glicose no sangue elevados, o seu bebé irá produzir insulina extra para compensar. Assim, o bebé poderá produzir e acumular mais tecido gordo.

Por este motivo, poderá existir alguma dificuldade durante o nascimento, o que exige a intervenção de uma equipa médica. A melhor solução, para reduzir a probabilidade de complicações e dificuldade durante o parto, é manter um controlo rigoroso dos níveis de glicose no sangue durante a gravidez e, se possível antes de engravidar.

Se possível, é geralmente recomendado que amamente o seu bebé dentro da primeira meia hora após o nascimento para que mantenha os seus próprios níveis de glicose no sangue elevados. Normalmente, cerca de duas a quatro horas depois de nascer o bebé, realiza-se o  teste do pézinho (um teste de glicemia a partir do sangue do calcanhar do bebé) para verificar se os níveis de glicose no sangue do bebé são baixos.

Se a glicose no sangue do bebé permanecer baixa, poderá ser necessário administrar glucose por via interavenosa.

Depois do nascimento do bebé, vai verificar que não necessita das mesmas quantidades de insulina para controlar os seus níveis de glicose no sangue.


É normal que os bebés de mulheres com diabetes sejam colocados em Unidades de Cuidados Especiais, após o nascimento. Após o parto, os níveis de glicose no sangue do bebé são verificados rigorosamente, para garantir que o bebé está bem. Este procedimento é normal e não precisa de se preocupar.


Os bebés só necessitam de cuidados especiais neonatais se os níveis de glicose no sangue forem  inferiores  a 46,8 mg/dL, que são níveis muito baixos para o normal.

Qualquer nível de glicose no sangue acima de 46,8 mg/dL é bom para o bebé, se não for uma hipoglicemia.

Alguns bebés produzem demasiada insulina nos primeiros tempos, o que faz com que a sua glicose no sangue seja muito baixa. Nestes casos, os bebés precisam de um acompanhamento mais próximo.  Depois de um tempo - geralmente cerca de 48 horas – o funcionamento do bebé irá estabilizar, diminuindo a produção de insulina e normalizando os níveis de glicose no sangue.

Os mais lidos

Cetonas (corpos cetónicos) e cetoacidose

As cetonas são uma substância química produzida pelo corpo quando, devido a uma falta de insulina,este não é capaz de usar a glicose como fonte de e...

Olhe por si

Deveria perder algum do seu tempo a cuidar do seu bem mais precioso - o seu corpo. Mais ainda, se tem diabetes.   Faça check-ups’s regulares. P...

Artigos relacionados

Cuidar de si mesmo

Se tem diabetes, cuidar de si mesmo irá ajudar na gestão dos seus níveis de glicose no sangue e pode minimizar o risco de desenvolvimento de complic...

Testar a glicemia

O teste de glicemia é o procedimento utilizado para medir a quantidade de glicose no sangue, e é feito através de um aparelho de medição de glicemia...

 Pesquisar